2ª - 3ª Classes
Trazer o Sistema Solar à Vida
Panorâmica: Em vários aspectos, esta lição tem algumas similaridades com a Lição 6, O Sistema Solar. O sistema solar é um conceito muito abstracto para as crianças da instrução primária. Esta actividade foi concebida para demonstrar às crianças as ideias de "revolução" e "rotação".

Finalidade: Esta actividade de ciência, parte de uma unidade sobre o Sistema Sola, utiliza a encenação para demonstrar o universo e a sua conexão ao sol.

Objectivos: i. Fazer modelos para apresentar os planetas em tamanhos comparativos; ii. Utilizar os seus modelos para demonstrar a revolução e a rotação dos planetas em volta do sol. iii. Definir a "revolução", a "rotação" e a "órbita".

Recursos/Materiais: Uma bola de borracha amarela, nove balões de diferentes cores, uma caixa de giz colorido ou fio para marcar órbitas (Nota: se esses materiais não estiverem disponíveis, pode improvisá-los com material idêntico localmente disponível).

Actividades e Procedimentos:

i. As crianças sopram uma bola de borracha até enchê-la ao seu máximo e balões de nove cores diferentes em tamanhos que representam os nove planetas.

ii. Leve a turma para fora ou para o ginásio. Marque nove vias no chão ou no soalho, com uma corda ou giz.

iii. Cada criança deve segurar um balão. Um outro aluno segura a bola amarela de plástico que representa o sol.

iv. O "sol" fica no meio de um círculo. As outras crianças ocupam os seus lugares nas vias marcadas. O professor deverá dar a cada criança o nome do seu planeta e instruí-la a ir ao seu lugar correcto.

v. Comece a experiência instituindo as crianças a seguirem a sua trajectória, ou "órbita" em volta do sol. Sublinhe que os planetas nunca saem das suas próprias órbitas. Esta trajectória em volta do sol chama-se "revolução" Agora este termo deve ser introduzido.

vi. Depois de as crianças terem orbitado o sol uma vez, introduza o conceito de "rotação". Ao mesmo tempo que giram à volta do sol, as crianças devem também começar a girar sobre si próprias. (Chame-lhes atenção para não apanharem vertigem). Isso demonstra a "rotação". Diga as crianças que demora um ano para a terra girar à volta do sol, e um dia para a terra girar sobre o seu próprio eixo.

vii. Saliente que a "rotação", ou o movimento sobre o seu próprio eixo leva menos tempo do que a volta completa em torno do sol, "revolução". Dê a todas as crianças na turma uma oportunidade para tentar a experiência.

Atar tudo junto: Depois de voltar à sala de aulas, demonstre o princípio acabo de ser aprendido, com o globo. Diga a uma das crianças para girar o globo e andar em volta de um "sol" para demonstrar a "rotação" e a "revolução". Este mesmo tipo de exercício pode ser utilizado para demonstrar o relacionamento entre a lua e a terra. A encenação é uma excelente forma para ensinar as crianças da instrução primária e faz com que esses conceitos abstractos venham à vida.

Avaliação: Teste as crianças de forma diferente para descobrir se podem fazer uma distinção clara entre os termos "rotação" e "revolução". Faça com que cada criança recite o poema sobre Rotação e Revolução.

Sugestões/Modificações
O instrutor pode dizer as crianças para representarem planetas diferentes e o sol e podem simular fisicamente a "revolução" e a "rotação".
Os alunos devem compreender a importância de aprender sobre o sistema solar e o seu lugar no mesmo.
Instrua os alunos a escreverem, num jornal, reflexões sobre as coisas que aprenderam nesta lição para ver se terão compreendido os conceitos, e para ter uma ideia da sua compreensão do sistema solar.

Autor (es): Sally Spooner, Sunset Elementary School, Cody, Wyoming.